Juara – Mato Grosso
Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Mato Grosso alcança taxa acima da média nacional e está entre os estados com maior projeção de crescimento do IDH

Mato Grosso está entre os 11 estados com maior projeção do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil em 2023 e 2024. A perspectiva é de que a taxa do Estado, de 0,823 – considerada muito alta -, fique acima da média nacional, de 0,808.

A projeção tem como base o Relatório de Desenvolvimento Humano do Brasil (RDH-ONU), Atlas de Desenvolvimento Humano e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C).

O relatório leva em conta os indicadores de Educação, Saúde e Renda. As áreas têm recebido investimentos significativos do Governo de Mato Grosso.

Na saúde, o Governo aplicou mais de R$ 1 bilhão nos últimos quatro anos, na construção de seis novos hospitais, na reforma de seis hospitais regionais que está em andamento, e na modernização do Hospital Metropolitana de Várzea Grande e do Hospital Estadual Santa Casa.

Já na educação, os recursos destinados possibilitaram a construção de 20 novas escolas que já foram entregues, além de melhorias no sistema pedagógico de ensino, como as apostilas, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), e a entrega de notebooks para professores e de chromebooks para todos os estudantes da rede estadual.

Além disso, o Governo tem investido no desenvolvimento da economia do estado, com a abertura de linhas de crédito para pequenos empresários e produtores, empreendedores, entre outros, e com a reinstituição dos incentivos fiscais que garantiram mais emprego e renda à população. Mato Grosso é hoje o estado com menor índice de desemprego de todo o país.

A taxa de 0,823 é considerada muito alta – acima de 0,800 – e deixa o estado na 8ª posição da lista das unidades federativas com maior projeção de crescimento nestes dois anos.

Compõem o ranking das maiores taxas, pela ordem, o Distrito Federal (0,876); São Paulo (0,869); Minas Gerais (0,843); Santa Catarina (0,842); Paraná (0,841); Rio de Janeiro (8,831); Rio Grande do Sul (0,828), Mato Grosso (0,823); Espírito Santo (0,804); Goiás e Mato Grosso do Sul, ambos com taxa de 0,803.

Todos os outros estados têm taxa alta. O índice projetado para o país (0,808) também é considerado muito alto. Os dados divulgados podem ser alterados após ajustes para o Censo Demográfico de 2023.

As projeções devem ser interpretadas com base em uma experiência global de crescimento do desenvolvimento humano. Com os devidos ajustes, a previsão é que até 2030 a maioria dos estados alcançaria um índice considerado muito alto.

Ainda segundo o levantamento, o valor do IDH do Brasil em 2021 foi de 0,754, o que deixa o país na categoria de Alto Desenvolvimento Humano, e em 87º lugar entre 191 países.

Fonte: Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br