baner topo1
Juara – Mato Grosso
Terca-Feira, 28 de Setembro de 2021

Moradores da Louisiana podem ficar um mês sem energia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
An apartment building that burned overnight after Hurricane Ida struck the Relais Esplanade Apartments in Kenner, Louisiana, U.S., August 30, 2021. Mickey Welsh/USA TODAY Network via REUTERS THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY. MANDATORY CREDIT

Moradores da região sul do estado norte-americano da Louisiana se preparam para semanas sem energia elétrica e interrupções no serviço de fornecimento de água devido à passagem do Furacão Ida, uma das tempestades mais poderosas a atingir a região.

Cerca de 1,3 milhão de moradores – a maioria na Louisiana, de acordo com o PowerOutage, que reúne dados de diferentes empresas do setor nos Estados Unidos (EUA) – ficaram sem energia por cerca de 48 horas,.

A tempestade matou pelo menos duas pessoas no estado, segundo as autoridades, e o número poderia ser muito maior, não fosse um sistema de diques fortificados em torno de Nova Orleans, instalado depois que a cidade foi devastada pelo furacão Katrina há 16 anos.

A Entergy Corp, uma grande fornecedora de energia elétrica da região, disse que pode levar semanas até que a eletricidade seja restabelecida nas áreas mais atingidas.

Os prejuízos a oito linhas de alta voltagem cortaram o fornecimento de energia para Nova Orleans. Distritos próximos e partes de uma torre de transmissão tombaram para dentro do Rio Mississippi na noite de domingo.

A falta de energia paralisou o comércio em Nova Orleans. O Hotel Hyatt Regency estava operando sob estado de emergência e não aceita clientes que não sejam de equipes de emergência, de acordo com mensagem divulgada.

Os restaurantes, muitos fechados desde antes da tempestade, também enfrentam um futuro incerto por causa da falta de energia e de outros serviços de infraestrutura, repetindo – pelo menos por enquanto – as mesmas questões que atingiram as empresas por semanas na chegada do Katrina.

* Reportagens adicionais de Rich McKay, Peter Szekely e Barbara Goldberg 

Fonte: Por Devika Krishna Kumar e Nathan Layne - Repórteres da Reuters - Nova Orleans (EUA)

Com muito ❤ por go7.site