Servidor do Indea em Mato Grosso ameaça retomar greve

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Sindicato Estadual dos Servidores Pblicos do Sistema Agrcola Agrrio e Pecurio (Sintap-MT) declarou estado de greve em assembleia geral na tarde desta quarta-feira (20), podendo entra em greve a qualquer momento. O motivo que levou ao estopim da deciso unnime o corte de ponto de 11 dias de servidores do Instituto de Defesa Agropecuria do Estado de Mato Grosso (Indea-MT). Os servidores permanecerem em greve durante 24 dias, reivindicando o pagamento da Reviso Geral Anual (RGA). “Ns no fomos notificados da liminar sobre o corte de pontos feito pelo Guilherme Nolasco, presidente do Indea. Ele est sendo arbitrrio em fazer os cortes neste momento. Ele deveria esperar as liminares serem julgadas em pleno. Ele ainda desrespeita o artigo 65 do Estatuto do Servidor Pblico que diz que o servidor s pode ter o ponto cortado quando a ao for julgada. Neste caso, nossa ao no foi julgada, est simplesmente com liminar”, afirma Diannyeire Dias, presidente do Sintap-MT. H 889 servidores no Indea, mas os cortes no foram de todos. “No h critrio. Cortaram pontos de quem est de frias, de quem cumpriu os 30% durante a greve, de quem est de planto nas barreiras fitossanitrias”, complementa Dias. Eles mantero a operao padro, ou seja, "no faremos nada que no tem condies. Por exemplo, no viajaremos em carros com documentos vencidos e sem dirias depositadas nas contas; no vamos levar modem pessoal, porque o prdio do Indea novo, mas ainda no temos internet", explica a presidente do Sintap-MT. Os servidores receberam a notcia do corte hoje ao assinarem o holerite e checarem no sistema. O advogado do sindicato, Francisco Anis Faiad, garante que at o momento os critrios no foram esclarecidos. “Apenas consta ‘falta injustificada’, o que um equvoco, uma vez que no houve falta injustificada. O corte se deu em razo da greve. Ento, o cdigo do holerite tambm est errado. Ns vamos entrar com reclamaes na justia em nome de cada servidor que teve o ponto cortado. No houve unanimidade nessa ao”, diz o advogado. O corte de ponto pode acontecer, conforme explicao do advogado, quando houver deciso judicial determinando a ao, transitado em julgado, ou por determinao da lei. “Esse corte de ponto uma forma de retaliao, na tentativa de diminuir a fora do sindicato”, complementa Faiad. O Sintap-MT integra o Frum Sindical. Oscarlino Alves, presidente do Sindicato dos Servidores da Sade (Sisma-MT), e um dos lderes do Frum, complementa afirmando que a categoria dele tambm teria o ponto cortado. “A ordem era que tambm cortassem os pontos dos servidores da sade. Cobramos esclarecimentos e conseguimos reverter. Agora, o Frum vai para cima do governo junto ao Sintap”, finaliza.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️