baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

Sistema de segurança por Câmeras de Juara pode ser reativado, diz ex Comandante da PM Coronel Pereira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Com os últimos eventos de furtos em estabelecimentos comerciais em Juara, pelas redes sociais, comerciantes e populares começaram a debater o assunto e um tema foi lembrado: As câmeras de vigilância instaladas em 2010 e que estavam desativadas por falta de manutenção.

O ex-comandante 21° Batalhão da Polícia Militar de Juara Coronel Pereira, que está aposentado, quando na ativa conseguiu incluir Juara no projeto da Segurança Pública do Estado e a cidade ganhou um sistema de monitoramento, por volta do ano 2010.

Para falar sobre esse tema, a Rádio Tucunaré convidou o ex-comandante primeiro Batalhão da Polícia Militar Coronel Pereira, responsável na época por ter conseguido incluir Juara num projeto do SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública.

O Coronel explicou que o projeto contemplava cidades de fronteira, mas como Juara conseguiu cumprir alguns quesitos, a cidade foi contemplada.

Outras duas 22 cidades também receberam o investimento na ordem de 600 mil reais na época.

O SENASP contratou a empresa que realizou a instalação dos equipamentos e funcionaram por cerca de um ano e meio a dois e após esse prazo, tensões que eram necessárias não aconteceram, pois caberia a prefeitura realizar essa manutenção de acordo com a parceria firmada.

Por motivações políticas de um ou de outro o projeto ficou perdido em Juara.

Pereira conta aqui as câmeras estavam colocadas na área comercial do município as nas vias e corredores ficaram monitorados auxiliando a polícia no monitoramento da segurança.

Quando assumiu a secretaria de cidades, soube que esse material estava depositado na prefeitura juntamente com câmeras e Veículos e a central que ficava localizada na Praça dos colonizadores.

Apesar da retirada da Polícia Militar da praça, a sala de monitoramento continuou com equipamento instalado e trancada e assim está até hoje, dependendo de ação política futura para reativação desse projeto, caso haja interesse. “É muito eficiente”, destacou o Coronel.

Para reativar esse sistema do monitoramento, depende exclusivamente do poder público municipal, mas o levantamento de custos de manutenção e materiais para restaurar os equipamentos e outros equipamentos deverão ser trocados.

Nas demais cidades que também receberam esse projeto, as câmeras continuam em funcionamento, informou.

Coronel Pereira explica, que esses equipamentos que existem em Juara não estão obsoletos “são os caríssimos e que ainda tem muita procura no mercado” devido seu alcance e ele acredita que devido novos lançamentos, a única diferença talvez seja na qualidade da resolução.

A presença de câmeras de monitoramento inibe a ação dos meliantes que costumam praticar os delitos durante a madrugada e a câmera tira o anonimato do infrator, orientando a polícia até sobre a fuga, destacou.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️