baner topo1
Juara – Mato Grosso
Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Suposta filha de Silvio Santos pede na Justiça por exame de DNA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Vera Lucia Pinello Dias, de 72 anos, garante que é filha do apresentador Silvio Santos e entrou na Justiça com um pedido para que o Dono do Baú se submeta a um exame de DNA que comprove a paternidade. A aposentada é a quinta pessoa a abrir um processo para ser reconhecida como herdeira do dono do SBT.

Segundo carta precatória divulgada pelo site Notícias da TV, o escritório Carvalho Oliveira, representante de Vera, pede uma ação de investigação de paternidade baseada na crença da mulher, que alega ter ouvido de amigos de sua mãe adotiva que Abravanel é seu pai.

A aposentada afirma ter sido adotada pela enfermeira que era amiga de sua mãe biológica, cuja identidade ela desconhece. Vera também não sabe o nome do hospital em que nasceu e nem a data em que foi concebida.

A autora nasceu em 02/12/1948 e, por razões nunca esclarecidas, foi abandonada por sua mãe biológica, que a entregou ainda recém-nascida a uma enfermeira do hospital onde nasceu. A autora não é capaz de identificar este hospital, apesar de ter fortes indícios de se tratar de um hospital localizado nos arredores do Brás, bairro desta capital [São Paulo]”, começa o pedido.

Segundo relatos de amigos de sua mãe, a mulher que a abandonou trabalhava em uma indústria têxtil localizada no Brás (SP). O local era muito frequentado por Silvio antes dele se tornar famoso. No pedido, o advogado Júlio César Carvalho Oliveira explica que a idosa nunca perguntou detalhes importantes por não querer magoar a mãe adotiva.

“A mãe adotiva da autora nunca se sentiu confortável em falar sobre a origem da adoção da autora, talvez por medo de perdê-la, já que a sua adoção havia ocorrido de forma oficiosa. Em respeito à mãe adotiva, durante o tempo em que ela estava viva, a autora sempre evitou vasculhar seu passado, de apurar sua filiação biológica, nem a materna e nem a paterna”, descreve o pedido.

A carta precatória quer intimar o Dono do Baú a se submeter ao exame de DNA. O pedido pode ou não ser aceito pela Justiça, que vai determinar se julga a ação procedente ou improcedente.

Fonte: JULIANA BARBOSA DO METRÓPOLES

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️