Tocha olímpica ficará exposta em cidade atingida por terremoto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Três medalhistas olímpicos de ouro Tadahiro Nomura e Saori Yoshida acendem a Chama Olímpica no caldeirão olímpico durante uma cerimônia na Base de Matsushima da Força Aérea de Autodefesa do Japão em Higashi-Matsuhsima, prefeitura de Miyagi, norte do Japão em 20 de março de 2020.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, nesta quarta-feira (1º), que a tocha olímpica dos Jogos de Tóquio 2020 ficará exposta no Centro de Treinamento J-Village, em Fukushima (Japão) a partir de amanhã (2) até o dia 30 de abril. Em uma nota oficial publicada no site do COI, o Presidente da instituição, Thomas Bach, disse: “A Chama Olímpica pode se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente.”

O fogo Olímpico na cidade em que vai ocorrer a exibição tornou-se um símbolo de reconstrução daquele lugar, tendo em vista que Fukushima sofreu uma tsunami e um terremoto de 9,1 graus na escala Richter, em 2011, que deixou aproximadamente 15 mil mortos. Além disso, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o símbolo olímpico representa “esperança para todos os países do mundo durante os mais difíceis tempos”.

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio explica que o acesso de pessoas ao lugar da exposição terá restrição, para tentar evitar o risco de propagação da covid-19.
A tocha dos Jogos chegou ao Japão no último dia 20, após cerimônia no dia anterior, em Antenas (Grécia), no Estádio Panatenaico. Apesar do adiamento do evento em função do combate à pandemia de covid-19, a Tocha permanecerá no país-sede.

Fonte: Agencia Brasil

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️