Juara – Mato Grosso

30 de maio de 2024 14:37

[dataehoranews]

Juara: Policial atira e mata em autodefesa após receber ameaças na frente de sua casa

Na noite deste domingo, por volta das 19h30, um incidente chocante ocorreu na rua dos Pinhos, no bairro Jardim Floresta, quando o soldado da Polícia Militar, Esdras Silva, membro do pelotão do distrito de Paranorte e de folga em sua residência, se viu diante de uma situação crítica que culminou com a morte de Valdevir Junior, um morador de Paranorte.

Segundo informações, Valdevir Junior havia sido preso recentemente  por tentativa de homicídio contra seu próprio pai, onde na quinta-feira, dia 24 de agosto, os policias militares, Cabo PM Paulo Silva e o soldado Silva, do Núcleo PM da Paranorte receberam a denúncia através da madrasta de que o senhor Valdevir Junior estava tentando extorquir seu esposo, exigindo fizesse um pix para ele no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), e caso não fosse feito o pix em sua conta, ele iria até o Distrito e acabaria com todo mundo.

Veja a matéria: Polícia Militar prendeu enteado que tentou extorquir o padrasto em Paranorte interior de Juara

Na noite de hoje, domingo dia 10 de setembro de 2023, Valdevir avistou o policial diante de sua residência e, de acordo com testemunhas, iniciou provocações e ameaças. Valdevir teria levado as mãos à cintura, o que fez o policial Esdras temer por sua vida. Nesse momento, o policial sacou sua arma e disparou em legítima defesa, antes que pudesse se tornar alvo de Valdevir.

O disparo resultou na morte de Valdevir Junior. O policial Esdras agiu conforme as circunstâncias e o princípio da legítima defesa, como explicou o 1º Tenente Elton, subcomandante do 21º Batalhão de Polícia Militar, em uma entrevista exclusiva à Rádio Tucunaré.

O 1º Tenente Elton declarou: “O policial militar de folga, lotado no NPM de Paranorte, aqui no bairro Floresta em Juara, foi acionado por testemunhas e se viu obrigado a agir contra Valdevir, que estava armado com uma pistola e havia ameaçado o policial. Infelizmente, essa ação resultou no óbito do indivíduo.”

Valdevir Junior já tinha antecedentes criminais e, como mencionado anteriormente, havia recentemente ameaçado seu próprio pai. O policial Esdras Silva, nesse contexto, tomou a decisão de usar a força letal em sua própria defesa.

As autoridades estão conduzindo uma investigação completa do incidente para esclarecer todos os detalhes e garantir a transparência no processo.

Fonte: Rádio Tucunaré e acesse notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br