Juara – Mato Grosso

13 de junho de 2024 07:45

[dataehoranews]

Dourados (MS) é primeira cidade a vacinar contra dengue

(Foto: Rogério Vidmantas/Prefeitura de Dourados)

O município de Dourados, em Mato Grosso do Sul (MS), iniciou nesta quarta-feira (3) a vacinação em massa contra a dengue, que deve atingir aproximadamente 150 mil pessoas entre 4 e 59 anos. Na data, foram entregues 90 mil doses para distribuição nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

A primeira dose foi aplicada em Francisleine Costa, mãe do adolescente Julio Cesar da Costa, de 15 anos, que morreu vítima da dengue no ano passado, segundo informações da Prefeitura.

A ação foi desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade, em parceria com o laboratório japonês Takeda, que desenvolveu a vacina Qdenga e já a disponibiliza na rede privada de saúde.

Em dezembro de 2023, semanas após a parceria entre o laboratório e a prefeitura, o Ministério da Saúde incorporou o imunizante no Sistema Único de Saúde (SUS). O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer a vacina no sistema público universal.

O ciclo completo de imunização é atingido com as duas doses e a Qdenga, apresentou nos ensaios clínicos, ter eficácia geral de 80,2% contra a dengue causada por qualquer sorotipo após 12 meses da segunda dose. A vacina também reduziu as hospitalizações em 90%. Segundo o laboratório Takeda, a vacina garante imunização contra a dengue por até cinco anos.

O imunizante é aprovado para a prevenção da dengue em indivíduos na União Europeia (UE).

Vacina contra dengue no SUS

A pasta informa que o Programa Nacional de Imunizações (PNI) trabalhará junto à Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) para definir a melhor estratégia de utilização do quantitativo disponível, com público alvo prioritário e regiões com maior incidência da doença para aplicação das doses.

A definição dessas estratégias deve ocorrer nas primeiras semanas de janeiro. Segundo o laboratório, a previsão é que sejam entregues 5.082 milhões de doses em 2024, entre fevereiro e novembro. O esquema vacinal é composto por duas doses.

O imunizante tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com indicação para prevenção de dengue causada por qualquer sorotipo do vírus para pessoas de 4 a 60 anos de idade, independentemente de exposição prévia.

Cenário epidemiológico

A infecção por dengue gera uma doença que pode ser assintomática ou apresentar formas mais graves, evoluindo ocasionalmente ao óbito. A forma viral clássica envolve sinais e sintomas, tais como: fraqueza muscular, sonolência, recusa da alimentação e de líquidos, vômitos, diarreia ou fezes amolecidas, de acordo com o Ministério.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até junho de 2023, ocorreram 2.162.214 de casos e 974 mortes por dengue no mundo. Em 2022, foram notificados 2.803.096 casos de dengue na Região das Américas, sendo a maior parte deles no Brasil (2.383.001), que também liderou a ocorrência de formas graves, juntamente com a Colômbia.

*(Sob supervisão de André Rigue)

Fonte: Por: Guilherme Gamada CNN* São Paulo

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br