Juara – Mato Grosso

28 de maio de 2024 16:51

[dataehoranews]

Cruzeiro: Desgaste entre elenco e técnicos vira problema recorrente

Cruzeiro foi vice-campeão mineiro contra o Atlético-MG Staff Images/Cruzeiro

A diretoria do Cruzeiro volta ao mercado em busca de um novo treinador após a demissão de Nicolás Larcamón. O nome de Fernando Seabra surge como opção para a vaga do argentino.

Além de confirmar a contratação do novo comandante, a Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do clube terá que “acalmar o vestiário da Toca II”.

Um dos motivos da saída de Larcamón, segundo apuração da Itatiaia, foi o relacionamento ruim com alguns jogadores na Toca II. A insatisfação de lideranças do elenco com atitudes do argentino gerou desgaste no centro de treinamento.

Divergências de pensamentos e ideias, além de controvérsias em relação às escalações para os jogos, foram minando a relação entre as partes, segundo informações passadas à reportagem.

Formação do time titular, escolha do capitão da equipe, levar para viagens jogadores que não entrariam em campo e mudanças nas concentrações foram alguns dos motivos que arranharam a relação comissão/elenco.

Problemas com Pezzolano

Divergências entre técnico e jogador não ocorreram apenas com Nicolás Larcamón na Toca II. Outros treinadores da “era SAF” foram demitidos por problemas de relacionamento.

O fim da passagem de Paulo Pezzolano no Cruzeiro também teve atritos. Mudanças na escalação, jogadores escalados fora de posição e questão de relacionamento pesaram na decisão de o treinador pedir para deixar o clube.

“No Campeonato Mineiro não conseguimos o resultado, mas estávamos pensando no Campeonato Brasileiro. Porque, cometi o erro, o Pezzolano era burro, colocou Bilu de lateral-esquerdo. Estava tentando preparar jogadores que se adaptariam ao que o clube necessitaria naquele momento, a um futuro imediato, porque o Kaiki seria convocado. Eu estava arrumando tudo para o futuro do Cruzeiro”, explicou o treinador à Itatiaia, em janeiro deste ano.

Uma das situações com relação à troca de posição e que gerou conflito foi com Bruno Rodrigues. O atacante, com Pezzolano, chegou a jogar até de lateral-direito.

Problemas com Pepa

O substituto de Pezzolano também teve problemas de relacionamento na Toca II. Além dos atletas, segundo informações passadas por uma fonte na época, o português Pepa entrou em conflito com a diretoria do clube.

Pepa tinha passado a sofrer pressões internas diante da dificuldade para administrar o vestiário. A ausência de bons resultados — ele ficou sete jogos seguidos sem vitórias — teria intensificado essas dificuldades.

“Essas coisas do elenco são mentira. Relacionamento top. Eu, como jogador, posso achar que gosto mais daquele. Mas relacionamento saudável, top. Nós voamos. Quem não voasse ali, não teria condição. Não vou responder, mas aquele grupo de trabalho trabalha no limite. Uma coisa é a bola entrar, não entrar, mas no nosso dia a dia só tenho que falar muito bem”, disse Pepa sobre o assunto.

Ainda segundo apuração da reportagem, Pepa teria enfrentado algumas divergências com dirigentes e jogadores. O treinador teve resistência, por exemplo, à contratação e utilização de Lucas Silva, que depois virou titular e um dos capitães da equipe.

Família dá indiretas

Apesar das falas de Pepa, a família do meia Daniel Júnior deixou transparecer que havia algum problema do técnico com o jogador.

Mãe do atleta, Miriam Melo foi às redes socias para repercutir a demissão do português. Ela repostou a publicação em que o clube celeste confirmou a saída do português e apenas escreveu “dispenso legenda”.

Daniel Júnior não foi titular do Cruzeiro sob o comando de Pepa nenhuma vez. A última vez em que ele tinha entrado em campo com a camisa celeste havia sido no dia 26 de junho de 2023, na derrota por 1 a 0 para o Fortaleza, no Mineirão.

Demissão de Larcamón comemorada?

A saída de Nicolás Larcamón gerou uma reação inusitada de um familiar de jogador do Cruzeiro. A esposa do atacante Rafa Silva curtiu a postagem do Cruzeiro com a saída do treinador.

Sheroly Alessandra reagiu à demissão do técnico Nicolás Larcamón. No Instagram, é possível ver que a esposa do jogador curtiu a publicação feita pelo Cruzeiro. Sob o comando de Larcamón, Rafa Silva disputou quatro dos 14 jogos do ano. Ao todo, o atacante ficou em campo por apenas 51 minutos.

Por causa de um desgaste físico, Rafa Silva fez trabalhos de equilíbrio muscular durante um longo período na Toca da Raposa II em 2024.

Fonte: Guilherme PiuEmerson Pancierida Itatiaia

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br