baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021

Em Juara a oscilação e ineficiência no fornecimento de energia elétrica paralisa e prejudica funcionamento de hospital e outras empresa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Um energia oscilante e insuficiente está sendo reclamada por vários empresários em Juara, por estar causando transtornos e sérios riscos de queima de equipamento, além de propiciar um maior consumo de energia elétrica.

A energia elétrica, que deveria chegar nos estabelecimentos em 220V está chegando com no máximo 204 e com fortes variações.

O caso mais grave, que compromete a vida das pessoas, é a do hospital São Lucas, bem na avenida central de Juara, que registrou e informou a reportagem da Rádio Tucunaré, que relatou o problema. Conta o diretor, que no início não sabiam identificar o motivo dos aparelhos desligarem repentinamente ou nem ligarem em alguns períodos do dia, porém, há cerca de 2 dias, a direção notou que o dia todo o problema foi constatado causando praticamente a paralisação das atividades.

O aparelho de RX  grande e também o portátil não estão conseguindo operar, uma emergência chegou no dia 10/08 e não havia como o médicos atenderem. Outro paciente que estava necessitando realizar tomografia computadorizada, o aparelho desligou no meio do exame. No centro cirúrgico, o arco cirúrgico, necessário para cirurgias de ortopedia também não conseguiu ser ligado. “Está muito difícil trabalhar com essa energia que está ai”, queixou um dos médicos.

Coincidência ou não, desde o dia que arrebentou um cabo próximo a captação e água, o problema apareceu e qualidade fornecida está considera péssima por vários consumidores.

Apesar da inúmeras queixas que foram registradas, até o momento nada foi resolvido. A direção do hospital  informou que vai tomar as medias cabíveis e agora estão registrando queixa no PROCON, MP e ANEEL. O número do protocolo de reclamação do hospital na Concessionária é n° 28275381.

Outra empresa que utiliza muita energia e depende de boa estabilidade é a TOP Fibras que, enviou a redação a mesma reclamação. Segundo o proprietário Andrei Carrenho, registrou reclamação sob o protocolo 26933870 e outro n° 28281635 e outra ainda n° 26955122.

Ele registrou os fatos com fotos e vídeos a energia que está recebendo em seu estabelecimento. Segundo esse empresário, essa oscilação e ineficiência de entrega de energia está causando prejuízos no fornecimento do seu produto, ainda que tenha providenciado vários mecanismos de segurança, mas ainda assim, o caso é considerado grave para sua empresa, assim relatou.

A Rádio tucunaré no seu escritório central na rua Araçuaí 75S, também registrou reclamação junto a ENERGISA com dois protocolos n° 9178050260 e 28083029 e seguirá observando e caso até o dia 11/08 não for sanado a direção vai protocolar queixa no PROCON, no MP e na ouvidoria do Governo do estado e na ANEEL para que eventuais danos sejam comprovados e ressarcidos.

O conselho de pessoas no setor é que o consumidor após registrar  a reclamação na ENERGISA, anota o protocolo e  também faça no PROCON e ainda no site da ANEEL,  onde a pessoa realiza um cadastro e depois de logado, realiza a queixa através do link abaixo: https://www.aneel.gov.br/minhas-solicitacoes

Fonte: Rádio Tucunare e Acesse Notícias

Com muito ❤ por go7.site