Juara – Mato Grosso
Segunda-Feira, 04 de Marco de 2024

Coreia do Norte está pronta para receber primeiros turistas desde 2020

Passaporte norte-coreano em loja de souvernirs em Pyongyang REUTERS

Um grupo de turistas da Rússia está prestes a se tornar primeira leva de visitantes a ter permissão para entrar na Coreia do Norte desde que os bloqueios de fronteira anti-Covid começaram no início de 2020, de acordo com uma publicação das autoridades provinciais russas e de um guia turístico ocidental.

A Coreia do Norte impôs alguns dos controles de fronteira mais rigorosos do mundo durante a disseminação da Covid-19 e ainda não reabriu totalmente para os estrangeiros.

A viagem, anunciada por uma agência sediada em Vladivostok, foi organizada quando o governador da região de Primorsky Krai, no extremo leste da Rússia, que faz fronteira com a Coreia do Norte, visitou Pyongyang em dezembro, informou o governo regional em uma postagem no Telegram esta semana.

A excursão de quatro dias partirá em 9 de fevereiro e incluirá paradas em Pyongyang e em uma estação de esqui, de acordo com um itinerário online.

Simon Cockerell, gerente geral da Koryo Tours, sediada em Pequim, que não está envolvida na viagem, disse à Reuters que seus parceiros na Coreia do Norte confirmaram que a visita russa está acontecendo em circunstâncias especiais.

“É um bom sinal, mas eu hesitaria em dizer que isso necessariamente levará a uma abertura mais ampla devido às circunstâncias especiais dessa única viagem”, disse ele. “Mas, considerando que não há turistas há mais de quatro anos, qualquer viagem de turismo pode ser vista como um passo positivo.”

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, se reuniram para uma cúpula no leste da Rússia em setembro, onde prometeram aprofundar a cooperação nas frentes econômica, política e militar, apesar das sanções internacionais.

O turismo não é afetado pelas resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) que restringem os negócios com a Coreia do Norte devido a seus programas de armas nucleares e mísseis balísticos.

No ano anterior ao início da pandemia, a Coreia do Norte viu um aumento de turistas chineses que podem ter proporcionado ao país que sofre com falta de recursos financeiros até 175 milhões de dólares em receita extra em 2019, de acordo com uma estimativa da NK News, com sede em Seul.

Fonte: Por: Josh Smithda Reuters

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br