Juara – Mato Grosso

25 de julho de 2024 15:55

Após decisão judicial, garimpeiros fazem bloqueio em ponte de Aripuanã

Garimpeiros do município de Aripuanã bloquearam na manhã desta quarta-feira (02) a ponte do Rio Aripuanã, na MT-208, que dá acesso ao distrito de Conselvan. O ato foi uma manifestação contrária a decisão judicial expedida no início desta semana determinando o fechamento do garimpo ilegal no município.

A decisão do fechamento do garimpo foi expedida pelo juiz federal Frederico Pereira Martins, da Vara Cível e Criminal de Juína, que determinou que a União, o Estado de Mato Grosso, a Agência Nacional de Mineração (ANM) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) montem uma força-tarefa para que sejam impedidas todas as atividades em um garimpo ilegal na região de Aripuanã.

A área já havia sido desocupada após operação policial, mas os invasores acabaram retornando. O magistrado impôs multa de R$ 10 mil para cada obrigação que for descumprida.

Buscando a legalização os garimperios haviam se juntado para a formação de uma cooperativa, Cooperativa de Minaradores e Garimpeiros de Aripuanã, que inclusive conseguiu uma área para exploração legalizada do minério da região, sendo aguardado apenas a licença de Operação.

Em entrevista o presidente da cooperativa Coopermiga, Antônio Vieira da Silva, popular Toninho, lamentou o retrocesso.

“Ia pegar a LO, que é a licença de operação, mas infelizmente fomos surpreendidos com essa decisão do juiz. O que o Juiz entendeu é que ele não participou dessa negociação, mas não era necessidade, pois já tinha o governo federal, já tinha as partes interessadas e o governo do estado participando efetivamente”, frisou Toninho.

Os garimpeiros contínuam na localidade no aguardo da revogação da decisão.

Fonte: Repórter em Ação

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br